MENU
A ESCOLA      CARNAVAL 2016      NOTÍCIAS      HISTÓRIA      ARTIGOS      VIDEOS      FOTOS      CONTATO
história da escola      personagens históricos      presidentes      desfiles      enredos e classificações      sambas      premiações
       


Dona Zica
(Eusébia Silva de Oliveira)
06/02/1913 - 22/01/2003

Pastora e personalidade pública da Mangueira e do Rio de Janeiro.

Nascida num domingo de carnaval no subúrbio de Piedade, no Rio de Janeiro.

O pai, Euzébio da Silva, foi guarda-freios da Estação Central do Brasil, e a mãe, Gertrudes Efigênia dos Santos, era lavadeira de profissão.

Em 14 de abril de 1914, morreu seu pai. Anos mais tarde, em 1920, a família mudou-se para o morro de Mangueira.

O apelido Zica foi dado por sua madrinha, de nome Cabocla.

De seus quatro irmãos, Clotildes, chamada de Menininha, foi esposa de Carlos Cachaça, outro compositor da Mangueira.

Aos dezenove anos, casou-se com Carlos Dias do Nascimento, de quem ficou viúva, tendo quatro filhos.

Na década de 1950, casou-se com Cartola, passando a ser conhecida e conceituada no meio musical carioca.

Foi passista e diretora da ala das pastoras.

Em 1999, a escritora Odacy de Brito Silva lançou pela Editora Gráfica Carimbex sua biografia "Dona Zica da Mangueira - na passarela da sua vida".

No dia 22 de janeiro de 2003, morreu dormindo em sua casa no sopé do morro da Mangueira, tendo sido o corpo velado na quadra da escola. Por ter sido durante muitos anos seguidos símbolo da Mangueira, a direção da escola abriu exceção ao lhe conduzir o corpo para ser velado na quadra.


DISCOGRAFIA

(1998) Chico Buarque de Mangueira • BMG • CD
(1999) Velha-Guarda da Mangueira e convidados • Nikita Music • CD

FONTE: Dicionário Cravo Albim da música popular brasileira
http://www.dicionariompb.com.br/dona-zica
REDES SOCIAIS

                                                  
LINKS PARCEIROS


© 2012 - Todos os direitos reservados ao proprietário do site |-|-|-| Sobre