Meu Malvado Favorito 2 é uma animação que encantou o mundo inteiro. A história se passa depois que Gru, o antigo vilão, deixou seu passado de lado para cuidar de suas adoráveis filhas adotivas. Ele agora está empenhado em criar novas invenções que possam ajudar a humanidade.

Mas é só quando o Agente Ramsbottom, representante da Liga Anti-Vilões, aparece em sua porta que Gru vê sua rotina pacífica mudar. Ramsbottom precisa da ajuda de Gru para descobrir quem é o novo vilão que está roubando os laboratórios da liga, e a única pista que eles têm é que este vilão está usando uma substância chamada PX-41.

Gru se vê obrigado a trabalhar novamente como vilão, algo que ele pensava ter abandonado para sempre. Com a ajuda de Lucy, agente da liga, Gru começa a investigar e logo descobre que o novo vilão é ninguém menos que seu antigo rival, El Macho. El Macho está planejando transformar todos os Minions em monstros indestrutíveis usando o PX-41, e Gru precisa impedir isso antes que seja tarde demais.

O que eu mais gostei em Meu Malvado Favorito 2 foi a evolução dos personagens. Gru passa de vilão a herói, enquanto sua filha mais velha, Margo, começa a gostar de meninos e a questionar a necessidade de um pai tão protetor. Os Minions, sempre engraçados e adoráveis, ganham um papel ainda mais importante na trama, com destaque para Kevin, que interage com muitos personagens e tem um papel crucial na resolução do conflito.

Outro ponto alto do filme são as cenas de ação, que são muito bem coreografadas. A perseguição de carros, por exemplo, é tão emocionante quanto qualquer filme de ação para adultos. E a música, com hits como Happy de Pharrell Williams, tornam o filme ainda mais divertido.

No fim das contas, Meu Malvado Favorito 2 é um filme com uma história cativante, personagens marcantes e muita diversão. A animação é um prato cheio para toda a família, e mesmo quem não assistiu o primeiro filme pode se divertir com a sequência. Eu recomendo!